Entenda a hipermetropia

São vários os problemas que podem prejudicar a visão de uma pessoa. Contudo, existem aqueles mais comuns que afetam grande parte da população, entre eles estão a miopia, astigmatismo e a hipermetropia.

Esse texto é para que você entenda a hipermetropia e saiba quais são seus sintomas, suas causas e como ela pode ser tratada. Assim, caso você já possua esse problema ou está com sintomas em sua visão e deseja saber o que é, pode começar a compreender melhor as doenças que afetam seus olhos.

O que acontece na hipermetropia

A hipermetropia é causada, principalmente, pela redução do poder refrativo do seu olho, ou seja, ela faz com que os raios luminosos encontrem um foco atrás da retina e não em cima, que é o correto. Além disso, ela pode ser causada também pelo curto diâmetro do globo ocular, bastante comum em crianças. Essa condição faz com que a focalização da imagem seja errada.

Na maioria dos casos, o paciente com hipermetropia tem boa visão de longe, afetando somente sua visão de perto, isso se o seu grau não for muito elevado. Nesse caso, é corrigido naturalmente em um processo chamado de acomodação.

Os principais sintomas da hipermetropia são:

  • Dor de cabeça;
  • Cansaço da vista;
  • Desconforto ao focalizar imagens próximas;
  • Ardor.

Tipos de hipermetropia

Existem dois tipos de hipermetropia, chamadas de axial e refrativa.

Na hipermetropia axial, ela é causada pelo fato de que o eixo do globo ocular é mais curto que o normal, tornando difícil a visão de perto. Esse tipo é bastante comum em crianças, considerando que seus olhos são menores do que deveriam. Contudo, na grande maioria, o grau diminui de acordo com o seu crescimento.

Já a hipermetropia refrativa é causada pela redução do índice de refração dos raios luminosos pelo olho. Isso ocorre por alterações no formato da córnea ou do cristalino.

Tratamento da hipermetropia

Existem dois tipos de tratamento da hipermetropia. Sendo eles o uso de óculos ou lentes de contato, os quais atuam no reposicionamento da imagem sobre a retina.

O outro tratamento é a cirurgia refrativa a laser. Nesse procedimento, é alterado o formato da córnea, deixando-a mais esférica e redonda. O laser promove um micropolimento da córnea em poucos segundos, regularizando a córnea para que não seja mais necessário o uso de óculos ou lentes de contato. O tratamento com laser é totalmente indolor, realizado somente com colírio anestésico. O paciente pode retornar as suas atividades já no dia seguinte.

Tratamento para hipermetropia em Curitiba

Para saber mais sobre os tratamentos para esse problema, agende uma avaliação com o Dr Artur Schmitt, Mestre e Doutorado (PhD) pela UFPR e especialista em Cirurgia Refrativa pelo Bascom Palmer Eye Institute da Universidade de Miami, eleito nos últimos 12 anos o melhor hospital de olhos dos EUA. O Dr Artur Schmitt realiza seus atendimentos em moderno consultório oftalmológico em Curitiba. Para saber mais acesse WWW.arturschmitt.com.br ou ligue para  41 30752018 ou 41 30752020



Deixe uma resposta

Cirurgia de Ceratocone em Curitiba