Sobre a Catarata

A catarata é quando o cristalino, a lente natural presente dentro do olho, começa a ficar opaca, perdendo a sua transparência normal . O cristalino está situado atrás da íris, de modo que a sua transparência permite que os raios de luz o atravessem e alcancem a retina de forma que conseguirá formar a imagem correta. O cristalino é o responsável pela focalização da visão de perto e de longe e por isso possui tamanha importância.

A catarata é uma doença que chega a atingir quase metade da população idosa e na maioria dos casos, a idade das pessoas que são acometidas pela doença, está próxima aos 65 anos. A catarata é considerada a maior causa de cegueira evitável .

O quadro da catarata pode acontecer de forma progressiva, iniciando com a diminuição visual que pode avançar de forma lenta, mesmo com o uso de óculos ou lentes de contato.

Sobre a catarata

A catarata pode ser caracterizada pela opacificação  do cristalino, tendo uma grande relação com a idade, de modo que se tornará algo progressivo com o passar do tempo. A rapidez dessa evolução pode variar de pessoa para pessoa, e até mesmo de olho para olho. A visão pode se tornar borrada a partir do momento em que surge a opacificação da lente natural do olho, o cristalino, caracterizando a catarata.

A causa mais comum da catarata é a senil, que é o envelhecimento do cristalino e que pode ocorrer de forma natural ao longo da vida. No entanto, podemos identificar outras classificações da catarata sendo , entre outras,  a catarata congênita e a catarata secundária.

São raros os casos em que acontece, mas, a catarata congênita é aquela em que o bebê já nasce com esta doença, sendo caracterizada pela presença de leucocoria. Neste caso a “menina dos olhos” fica mais branca ao invés do habitual preto e esta condição pode indicar diversos problemas de saúde, inclusive a catarata congenital.

A catarata pode  ser classificada ainda como secundária, devido a vários fatores oculares que podem ser identificados como: uveítes, tumores malignos intraoculares, glaucoma, dentre outros. Existem também os fatores sistêmicos podendo estar associados a traumatismos, diabetes e até mesmo a exposição a radiações e traumatismos elétricos, dentre outros fatores variados.

Sintomas da catarata

O principal sintoma da catarata é apresentado como a perda visual progressiva, independente se é a visão de perto ou de longe. Essa baixa da visão pode ser unilateral ou ainda bilateral.

A dificuldade de poder enxergar com facilidade na catarata esta associado ao fato de a opacificação do cristalino não permiti que os raios luminosos entrem com qualidade no olho, com isso a luz não conseguem atingir plenamente a retina onde estão situados os receptores fotossensíveis.

Existem ainda outros sintomas desta doença que um paciente poderá relatar, como por exemplo:

  • Sensibilidade à claridade ou ofuscamento
  • Visão noturna reduzida
  • Necessidade de uma luz mais forte para a leitura
  • Perda de contraste das cores
  • Troca frequente do grau dos óculos, sem perceber a melhora da qualidade de visão.
  • 
Tratamento da catarata
  • 
Para que seja possível buscar o tratamento adequado da catarata é importante que o paciente seja tenha um diagnóstico eficaz, sendo realizado este através do exame oftalmológico completo e alguns exames de imagem do olho.

Tratamento da Catarata

Infelizmente 
não existem colírios ou qualquer outro tratamento clínico que poderá ser indicado como tratamento para a catarata. O único tratamento para a catarata é um procedimento cirúrgico ,realizado em poucos minutos e com fantásticos índices de sucesso. A partir do momento em que a baixa acuidade visual pela catarata não é mais corrigida com o auxílio de itens ópticos , como o óculos, o oftalmologista poderá indicar a realização da micro cirurgia para o tratamento da catarata.

A indicação da realização da cirurgia poderá também estar de acordo com o comprometimento que esta opacificação traz ao cotidiano e as funções habituais do paciente. 
A cirurgia de catarata consiste na remoção do cristalino por microfragmentação e aspiração, num processo chamado facoemulsificação com implante de lente intra-ocular, onde após a retirada completa da catarata, é implantada uma nova lente. Esta lente chamada de lente intraocular, pode na maioria dos casos, ajudar o paciente a diminuir ou eliminar a necessidade de usar óculos após a cirurgia da catarata.

Cirurgia para os olhos em Curitiba

Dr. Artur Schmitt, médico formado na Universidade Federal do Paraná com residência médica em oftalmologia na Universidade Federal do Paraná. Possui especialidade em Catarata, Cirurgias Refrativas e Córnea e Ceratocone. Para realizar uma cirurgia eficaz que irá trazer apenas benefícios para a sua saúde, entre em contato com Dr. Artur Schmitt pelo telefone (41)3075.2020 | (41)3075.2018 ou acesse http://arturschmitt.com.br para saber mais.



Deixe uma resposta

Cirurgia de Ceratocone em Curitiba